[CENA] 01 ― Chuva na janela

Da janela eu via a chuva cair, meu apartamento estava em silêncio, o cachorro dormia sobre a velha poltrona de couro marrom, uma antiga relíquia de tempos perdidos. O colchão jogado sobre o chão da sala, a mesa de madeira repleta de livros velhos e folhas amassadas. Acima de minha cabeça dançava uma pequena nuvem de fumaça do meu cigarro, o cabelo solto ocultava meu semblante entristecido. Eu não me importava que estivesse chovendo, até preferia. Saí da janela, mas não sem antes olhar uma última vez. Apaguei o cigarro e joguei-me sobre o colchão. As pessoas lá fora não sabem que eu existo, ninguém se importava que eu existisse. Não era necessário, eu não queria que elas pensassem em mim. Havia uma folha amassada no meu rosto. Um poema. Eu não era bom com poemas, mas para ela eu me esforçava. Onde ela estava? Por que ela não voltava? No fim do dia, era tudo sobre ela. Tudo o que eu escrevia era sobre ela. Um escritor sem sua musa…

Batidas na porta.

Meu coração dispara.

Ainda sem camisa e com o cabelo bagunçado, eu atendo.

Surpreso, tiro o cabelo do rosto e sorrio.

Anúncios

2 comentários sobre “[CENA] 01 ― Chuva na janela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s