[CENA] 09 ― A garota na janela

Abre meus olhos e posso ver, o azul do céu quero enxergar. A luz cheia ilumina o espaço das estrelas de forma tão grande que podemos ver suas nuvens brancas e o brilho de umas poucas estrelas.

Estou parado em minha janela e vejo ali o prédio a frente do meu. Um filhote de gato deitado sobre uma varanda, olhando para mim. Eu posso ver todo o prédio como se estivesse do lado de fora, olhando para cima. De maneira única, há uma garota sentada na janela, ela parece triste. Eu continuo observando seu contemplar da existência, sua respiração quase não a movimenta. Posso ver os fones de ouvidos, gostaria de saber o que ela está ouvindo. Gostaria de ter coragem para falar com ela. A garota na porta ao lado. Ela já me viu uma vez ou outra, mas ela nunca me conheceu. Eu nunca tive força o suficiente para falar coisa alguma. Ela parece um anjo. Um anjo perdido em devaneios sobre a existência. Gostaria tanto de falar com ela…

Olho para mim mesmo, sentado em minha cadeira. Não há movimento em minhas pernas… A cadeira de rodas há muito me deixou triste. Gostaria de falar com ela. Gostaria de dizer que ela não precisa estar triste. Que há quem possa ajuda-la. Assim como há quem me ajuda. O azul do céu continua a brilhar. Ela não parece notar. Nem a mim e nem o céu.

Ela é tão bonita…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s