[RESENHA] João e Maria – Neil Gaiman

 “O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti se encontram para recontar o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar com coragem os perigos de uma floresta sombria. Em um texto poético, Gaiman revive a tradição dos contos de fada, dando profundidade à aventura dos irmãos, mas sem abandonar a autenticidade e o talento único de mesclar realismo e fantasia que o transformaram em um dos maiores autores de sua geração. Mattotti, por sua vez, dá um ar inteiramente novo ao clássico. Seus traços criam um jogo de luz e sombra, permitindo que o leitor desvende aos poucos a imagem, assim como os segredos da história de João e Maria.”

 

Resenha do L. J. Lunewalker

E aí, galera! Faz algum tempo que eu terminei a leitura desse livro e me esqueci de falar sobre a minha experiência – não bater no Luigi, por favor –, mas é hora de falar sobre mais uma obra do sr. Gaiman!

João e Maria é um clássico dos contos de fadas, então não é algo novo. Não é uma história desconhecida. Eu gosto bastante da história, gosto da ideia da bruxa na floresta, gosto muito de todo o enredo – apesar de que a casa, inicialmente, era como uma padaria e não uma casa feita de doces, um erro de interpretação que acabou se tornando parte fiel da história.

Bem, a leitura é simples. Totalmente leve. Eu me lembro de que quando eu era criança tinha certo medo da bruxa, pensava que ela poderia acabar pegando qualquer criança – afinal, todas gostam de doces.

Neil Gaiman nos conta a história e usa de sua narrativa envolvente para manter o clima, ele mantém a história do jeito que ela realmente é contada pelas gerações. As ilustrações do sr. Mattotti são sombrias, escuras e, eu diria, sinistras – que coisa, não?

A arte e a narrativa se complementam e criam um ambiente ainda mais sombrio que a história já tinha na minha cabeça, mas minha nota é de DUAS de CINCO estrelas dessa vez. Por ser um fã do Gaiman eu esperava algo mais. Diferente de A bela e a Adormecida, eu esperava algo que fizesse minha cabeça explodir de alguma forma quando fosse chegar ao fim da história, algo que nos fizesse pensar mais como em Fables – uma linda HQ da Vertigo, recomendo.

Eu adoraria ter o livro na minha estante, mas eu não pretendo comprá-lo. Desculpe, Neil, mas apesar da excelente narrativa… O livro não conseguiu me conquistar. Foi ótimo reler uma história que me levasse de volta à infância, mas… Não foi dessa vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s