[RESENHA] Harry Potter e as Relíquias da Morte – J. K. Rowling

harry_potter_e_as_reliquias_da_14475522561200sk1447552256b

“Desta vez, Harry Potter foi encarregado de uma tarefa obscura, perigosa e aparentemente impossível: localizar e destruir os Horcruxes remanescentes de Voldemort. Potter nunca esteve tão sozinho nem teve de enfrentar um futuro tão sombrio. Porém, de algum modo, Harry deve encontrar dentro de si próprio a força para completar a tarefa que lhe foi dada: ele deve sair do ambiente acolhedor e seguro da Toca para seguir sem temor nem hesitação pelo inexorável caminho que lhe foi traçado…
Na sétima e última parte da saga de Harry Potter, J.K. Rowling revela de modo espetacular respostas que há muito são esperadas. A encantadora e elaborada narrativa, com guinadas repentinas em compassos de tirar o fôlego, confirma a autora como uma grande contadora de histórias cujos livros serão lidos, re-lidos e lidos mais uma vez”.

ISBN-13: 9788532522610
ISBN-10: 8532522610
Ano: 2007 / Páginas: 592
Editora: Rocco

Opinião do L. J. Lunewalker

Chega ao fim a saga de Harry Potter. O último livro de uma série que fez o mundo parar para ler e assistir.

O que eu mais gostei desse volume foi a mudança constante de cenário, não se limitando ao castelo de Hogwarts onde passamos a maior parte dos outros seis livros. A história andou pelo mundo, correu pelas ruas de Londres, por florestas e até mesmo para debaixo da terra. Isso me agradou bastante.

Correndo contra o tempo, buscando objetos que nem se sabe por onde andaram, amigos morrendo, sendo presos, tudo aconteceu de uma vez e o trio esteve distante de tudo e de todos em sua busca pelas horcruxes de Voldemort. Aprendendo mais e mais sobre o mundo bruxo no processo, encontraram a lenda das Relíquias da Morte, tidas como um conto infantil para assustar pequenos bruxos levados.

O mais importante dessa obra, para mim, não foi a batalha final, foi como os personagens se desenvolveram agora que são quase adultos. Ou adultos. Pessoas que ninguém parecia se importar se mostraram muito mais importantes e fortes do que jamais imaginariam. E, caramba, como a Minerva era incrível!

O final da história me pareceu corrido, algo que precisava de mais para acontecer e menos tragédias. Queria ter conhecido melhor algumas pessoas, queria ter encontrado mais deles. E, com certeza, eu acho que o confronto final foi um tanto… Meh?

04

Eu, sinceramente, esperava mais. Acho que tenho andado mais sombrio com o passar do tempo e senti que as mortes não foram tão fortes — salvo exceções — quanto poderiam ter sido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s