[RESENHA] Lobo de Rua – Jana P. Bianchi

lobo_de_rua_1480681099511344sk1480681099b

Raul é um morador de rua, um homem invisível e desgraçado como tantos os outros. Como se sua desgraça não fosse suficiente, Raul contrai a maldição da licantropia, tornando-se um lamentável lobo de rua. Tito Agnelli não compartilha do abandono de Raul, mas conhece muito bem a sensação de ser rasgado por dentro, todos os meses, pela coisa vil que se abriga nele. Assim, compadecido com o sofrimento do recém-transformado, Tito acolhe Raul na Alcateia de São Paulo, extinta até então por falta de lobisomens residentes na Pauliceia. Depois de décadas de contaminação, Tito conhece cada detalhe da maldição que o transforma em lobisomem. Além disso, conhece também a Galeria Creta, um lugar em São Paulo onde ele e outros dos seus são bem vindos nas noites de lua.

Basta pagar o preço.


ASIN: B01MXSN42N

Ano: 2016 / Páginas: 89

Editora: Dame Blanche

 

Opinião do L. J. Lunewalker

Cara, que livro incrível! Uma história de fantasia urbana poderosa na grande São Paulo. Uma visão interessante do mito do homem-lobo, com uma maldição silenciosa que passa através de outra coisa que não uma ferida. O nascimento e um gene adormecido que está só a espera de alguma coisa para ativá-lo. Muito bom.

Raul é um garoto de rua, perdido na grande selva de pedra e sem qualquer visão de um futuro decente… Ou sequer de um futuro. Um garoto que sofre, agora, com a maldição da lua. E ele sequer sabe o que está acontecendo. Ele sequer sabe o que é um lobisomem de verdade, apenas ouviu uma ou outra história pelas ruas, mas nunca imaginou que fossem verdadeiras.

Tito, o italiano viajante, será seu mentor nessa aventura. Nesse rito de passagem que determinará quem ele é e quem ele deixará de ser. O que deve fazer, qual é seu desejo. O que ele tanto anseia. Ah, que relação maravilhosa. Almas perdidas que se encontram e guiam-se juntas. Uma relação de pai e filho que nunca se viram ou sequer foram cunhados pelo sangue. Pai e filho. Amigos. Uma família, uma alcateia.

A autora contou uma história fantástica de um lobisomem brasileiro. Compartilho com ela a paixão pelo mito do lobisomem, pela história dos eternos, mas confesso que costumo vê-los como abençoados e não amaldiçoados, mas todas as visões são válidas. A história muda conforme o lugar e Bianchi nos contou a sua.

05

Recomendo para vocês! A história está disponível na AMAZON! Aproveitem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s